Iniciada revitalização do Parque Distrital de São Sebastião

Começaram as obras de urbanização no local, fruto de acordo de compensação ambiental. Ao total, serão investidos R$ 2,7 milhões

Iniciada revitalização do Parque Distrital de São Sebastião
Parte dos serviços acontece na parte preservada. Lá existe uma vegetação rara no Distrito Federal | Foto: Divulgação/Adm. São Sebastião

Já começaram as obras da tão esperada revitalização do Parque Distrital de São Sebastião, popularmente conhecido como Parque do Bosque. A placa de início das obras foi instalada na quinta-feira (11).

O espaço divide dois bairros tradicionais, o Residencial do Bosque e a Vila Nova. As intervenções serão realizadas por etapas. Neste primeiro momento, serão construídas calçadas, reformada a quadra poliesportiva e instalados equipamentos de ginástica. O valor empregado será de R$ 352.184,84 dos R$ 2,7 milhões de compensação ambiental da empresa responsável pelo Condomínio Aldeias do Cerrado na Nova Betânia.

“Em várias conversas que tivemos com o Ibram, a prioridade sempre foi de ver novamente nosso parque com vida, apto para receber a população”Alan Valim, administrador

Desde 2019, a equipe técnica da Administração Regional de São Sebastião, do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e a empresa Orimi participam de reuniões e vistorias de alinhamento com o intuito de levar o projeto adiante.

“Por isso, não medimos esforços na elaboração do projeto e na insistência para que a revitalização começasse logo diante da importância do local para nossa cidade. Esse é um compromisso do Governo do Distrito Federal, seguindo uma determinação do nosso governador Ibaneis Rocha que visa sempre beneficiar os moradores “, acrescenta o administrador Alan Valin.

Parque Distrital

O parque foi criado em 1994 pelo Decreto nº 15.898. Em 2019, foi recategorizado pelo Decreto nº 40.116 ganhando o nome de Parque Distrital de São Sebastião. O espaço corresponde a 177.730 mil metros quadrados, composto por uma área cercada de preservação ecológica e outra de convivência social.

Na parte preservada vive uma vegetação rara no Distrito Federal, chamada de mata mesofítica ou mata seca. Nela pode ser encontrada diversas espécies do cerrado como Aroeira, Amburana, Chichá, Carvoeiro, entre outras.

*Com informações da Administração Regional de São Sebastião